Metrô entra em fase de testes

O metrô de Salvador, finalmente, vai para os trilhos. Depois de 12 anos sendo construído, os primeiros seis quilômetros do sistema, que vai da Estação da Lapa à Rótula do Abacaxi, entrará em uma fase de testes dia 20 de dezembro. O metrô já consumiu fabulosos R$ 700 milhões.

A fase de teste não começará com o transporte de passageiros. É que a Prefeitura de Salvador resolveu inovar e foi buscar uma nova tecnologia para ter a certeza de que os trens funcionarão mesmo e com segurança.

Os trens vão passar o dia inteiro transportando 600 sacos de areia, cada um com 60 quilos.  A fase de testes do metrô começa dia 20 próximo e só termina no mês de abril de 2012.

Depois disso, haverá uma segunda etapa de teste, esta de ”treinamento” para os passageiros, segundo anunciou o secretário da Casa Civil da Prefeitura, João Leão.

O metrô, em sua fase de teste para passageiros (sem sacos de areia), deve transportar 600 pessoas em cada viagem, sem a cobrança de passagem, de acordo com Leão.

Leão garantiu que o segundo trecho do metrô, que vai da Estação Pirajá até a Rótula do Abacaxi, que completaria os 12 km do sistema, deve levar mais 15 meses para ser concluído e vai custar mais R$ 560 milhões.

“Já tem dinheiro orçamentário, né? Eu tenho no caixa o recurso para concluir o tramo 1. Hoje tenho no caixa da CTS algo em torno de R$ 60 milhões”, aponta o dublê do prefeito de Salvador.

Ele explicou que duas empresas da Espanha foram contratadas para administrar e operar o metrô ”sem nenhum custo contratual. Os seis quilômetros entre a Lapa e a Rótula devem funcionar “logo”.

“Todo o sistema já está pronto, as linhas estão prontas, faltam alguns detalhes de umas catracas e algumas coisas, mas isso nós só vamos utilizar na época em que nós estivermos operando com os passageiros”, completa.

Sobre o custo de funcionamento do sistema, Leão afirma que uma parceria mantida com o Ministério das Cidades vai garantir os recursos para se custear a operação em sua fase inicial. “Tem um empenho muito grande do ministro Mario Negromonte no intuito de dar o exemplo”, diz.

Fonte: Jornal da Mídia

Estrangeiros querem explorar metrô de Salvador, diz João Leão

Após anunciar na semana passada a assinatura de um convênio de consultoria com as estatais espanholas Feve e Euskotren para  auxiliar a prefeitura a planejar a gestão do primeiro trecho do metrô, o chefe da Casa Civil municipal, João Leão (PP), afirma que as empresas estão de olho na exploração do serviço.

“Elas provavelmente vão sugerir explorar o primeiro e o segundo trecho, os trens do Subúrbio e quem sabe até o metrô da Paralela”, diz. Segundo o secretário, em 30 dias os espanhóis chegam a Salvador. “A análise será gratuita. Acredito que em 60 dias o relatório estará pronto. Ele terá sugestão de tarifas, o que precisa de ajuste, como deve ser a operação dos trens… No documento, é provável que haja proposta de exploração e administração do sistema”, diz.

Leão afirma que a experiência das empresas as tornam mais indicadas a realizar o serviço do que qualquer brasileira. “A experiência delas é superior até à do governo federal. Eles operam 1.100 km de linhas”, diz. Fave e Euskotren administram ferrovias de média e longa distância no Centro e Norte da Espanha.

O ex-diretor do MetrôRio (que administra o metrô carioca) e primeiro gerente de operações do metrô de São Paulo, Cláudio de Sena, entende, porém, que o Brasil tem, sim, empresas capacitadas. “Se fosse por quantidade de quilômetros deveriam chamar gente de Nova York. Lá eles têm 2 mil km de linha. A linha 4 de São Paulo é uma das mais modernas do mundo”, ressalta.

Fonte: Correio

Elevador Lacerda comemora 138 anos sem motivos para comemorar

O Elevador Lacerda completou  no último dia 8, 138 anos. Tanto na Cidade Baixa como na Cidade Alta, centenas de pessoas circulavam em clima de celebração. Ao redor do Mercado Modelo, barracas foram montadas e em frente à edificação do ascensor mais famoso do país, vendedores alojavam suas caixas de isopor com bebidas.

Turistas vindos de vários países tiravam fotos tendo como fundo o monumento e mais além a Baía de Todos os Santos. Este era o cenário que circundava o elevador, mas nada disso era pelo seu aniversário, mas sim pela festa de Conceição da Praia. O aniversariante mesmo não tinha nada o que celebrar, muito pelo contrário.

Ideias que sobem e descem – A ideia de privatização foi anunciada no dia 13 de setembro pelo secretário municipal de Transporte, José Mattos, o que foi mal recebido pela população, principalmente diante da possibilidade de um grande aumento no valor da tarifa.

Três dias depois, o prefeito João Henrique anunciou que o projeto de privatização não seria levado adiante, mas que novos modelos de gestão que favoreçam o monumento e seus usuários estão sendo estudadas.

As ideia para “salvar” o Elevador Lacerda não saem somente da Prefeitura. Na Câmara Municipal está tramitando a proposta do vereador Alcindo da Anunciação (PSL) que prevê, através do projeto de indicação nº 109/11, que fosse construído um teleférico ligando o elevador ao Mercado Modelo.

Para ele, além de ser mais uma atração turística, o meio de transporte serviria para desafogar o fluxo no elevador. O projeto já conta com parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça.

Sem duas cabines – Depois de algumas panes no mês de agosto, as cabines 3 e 4 do Elevador Lacerda foram desativadas no dia 25 daquele mês. A promessa feita, na época, pela Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador), foi que as cabines voltariam a funcionar em 30 dias. Mais de três meses depois, o elevador ainda funciona com 50% de sua capacidade.

Para minimizar os transtornos à população foram disponibilizados microônibus gratuitos para fazer a ligação entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa. Segundo a assessoria da Transalvador, o atraso se deve a uma peça antiga, cujo reparo é feito de forma muito lenta, e que o elevador estará funcionando com suas quatro cabines até o final do mês de dezembro.

Edital do metrô já está pronto, diz Governador

O governador Jaques Wagner (PT) concedeu entrevista ao programa Balanço Geral da TV Itapoan no início da manhã de ontem e abordou pontos cruciais referentes a Salvador, a exemplo dos setores de turismo e mobilidade. Uma novidade anunciada foi sobre o metrô que ligará a capital ao município vizinho de Lauro de Freitas ao longo da Avenida Paralela, a chamada Linha 2. Wagner garantiu que o edital de licitação para escolha da empresa que ficará responsável pela obra já está pronto.

Com isso,  a expectativa é que as obras se iniciem em janeiro de 2012. Questionado sobre os problemas que acometem o trânsito da cidade, como os congestionamentos e a falta de um transporte público de massa que atenda à demanda da população, o governador voltou a apontar o metrô da Paralela como instrumento potencial para amenizar a situação.

Fonte: Tribuna da Bahia

Zezéu diz que edital de metrô não está pronto

O governador Jaques Wagner, da Bahia, anunciou que o edital para a construção do metrô na Av. Paralela, em Salvador, estava pronto. Não está, informa o secretário estadual de Planejamento, Zezéu Ribeiro (PT). “O que ele quis dizer é que estava ficando pronto”.

O metrô está incluído nas obras de infra-estrutura para a Copa do Mundo em 2014.  “Vai ser difícil estar operando o sistema metrô” durante a Copa, segundo Zezéu Ribeiro.

Fonte: Tribuna da Bahia

Wagner entrega 268 ônibus da frota metropolitana

Com a presença do governador Jaques Wagner, a Associação das Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário do Estado da Bahia (Abemtro) apresenta nesta terça-feira (6), às 11h, na Balança do Centro Administrativo da Bahia (CAB), 268 ônibus da frota intermunicipal/metropolitana. No período 2007/2011, 1,7 mil novos ônibus foram incorporados a esta frota.

Logo após a apresentação dos novos ônibus, o diretor-executivo da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), Eduardo Pessoa, faz o lançamento da campanha educativa sobre direitos e deveres dos usuários do transporte rodoviário intermunicipal, que inclui a campanha Vai Viajar, Cidadão?.

Fonte: Governo da Bahia

Deputados baianos falam em ampliar a Linha 1 do metrô até Cajazeiras

A bancada baiana no Congresso se reuniu nesta terça-feira (22) para discutir as 18 emendas a que tem direito no Orçamento da União de 2012. Entre os pedidos de verbas federais, está o que contempla uma extensão do metrô da Linha 1, que acaba na Estação Pirajá, até Cajazeiras, passando por Pau da Lima.

O crescimento da linha, previsto para uma fase posterior da obra, poderá sair antes caso os parlamentares consigam os recursos – o montante necessário não foi divulgado. Em nota, o senador Walter Pinheiro (PT) destacou também que recursos devem ser direcionados para a realização de estudos relacionados ao Sistema Viário Oeste, que inclui a Ponte Salvador- Itaparica.
Outras propostas contemplam a construção de estradas, faculdades e para a compra de máquinas agrícolas. Uma reunião final para fechar a pauta dos deputados baianos está marcada para a manhã desta quarta-feira (23).
Fonte: Bahia Noticias